Família

11/09/2015 11h39

8 dicas para o seu filho crescer com saúde

Saiba o que fazer para seu filho se desenvolver com mais harmonia e felicidade.

Por Nosso Bem Estar

ShotShare/IStock/NBE
Istock 000065943169 medium

Saiba o que fazer para seu filho se desenvolver com mais harmonia e felicidade.

A preocupação com a saúde dos filhos ronda a cabeça de pais e mães durante todo o dia. E quando se trata de saúde e bem-estar, ninguém mede esforços. Entretanto, as exigências da rotina diária fazem com que os pais não disponham de muito tempo. Portanto, se você já sofreu com esse problema, saiba que não está só. Essa é a queixa mais comum entre os pais modernos,  e o pior é que esse dilema acaba sendo sentido pelos filhos, afetando-os.

Apesar de parecer impossível, existem, sim, formas práticas de cuidar do crescimento saudável de seu filho mesmo no meio da turbulência da vida moderna. Selecionamos algumas dicas que podem trazer paz ao coração dos pais e ajudá-los a contribuir para que seus filhos cresçam saudáveis e felizes. Confira.

1. Autoestima para educar bem

Para que seu filho cresça bem, você deve estar bem. É preciso investir em sua qualidade de vida e bem-estar. Afinal, quem está bem consigo mesmo consegue encontrar harmonia com outros e gerir melhor seus problemas. Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas esquecem isso e o reflexo desse esquecimento é uma relação difícil com os filhos.

2. Qualidade de tempo e relacionamento

Agende um momento do seu dia na sua semana para se dedicar totalmente ao seu filho. Pode ser apenas 30 minutos diários, mas nesse momento você não deve estar fazendo nada além de desfrutar da companhia dele, ouvir o tem a dizer, conferir se a lição de casa foi feita ou brincar.

3. Comer bem para viver bem

Procure oferecer a seu filho refeições coloridas. As crianças precisam de verduras, legumes, frutas, cereais integrais, feijões e carnes. E para evitar diabetes e obesidade infantil, os fast-foods devem ser raridade e, se possível, eliminados. Cuidado com o teor de sal, açúcar e gorduras escondidos nos biscoitos, salgadinhos e refrigerantes.

4. Se mexer para se desenvolver

A atividade física proporciona crescimento saudável não apenas fisicamente. Quando faz exercícios, a criança se diverte, conhece o mundo e aprende a se relacionar. Correr, jogar bola, andar de bicicleta, pular corda, nadar são exemplos de exercícios que você pode incentivar seu filho a praticar.

5. Saúde integral

A chamada saúde holística e a medicina antroposófica defendem que cada aspecto da vida humana afeta o outro (aspectos psicoemocional, físico, ambiental, social e espiritual). Isso quer dizer que criança saudável precisa de exercícios, comida, educação, mas também precisa se sentir amada, ouvida, acolhida e protegida para crescer com boa autoestima, ter boa imunidade e ser feliz.

6. Educação

A educação pode favorecer ou dificultar o bom desenvolvimento de seu filho. Por isso o cuidado com o método de correção, atenção e qualidade de vida o afeta decisivamente. Existem dois métodos educacionais inovadores que merecem a atenção dos pais:

  • Método Waldorf: encara os pontos de vista físico, psicoemocional e espiritual, promovendo o desenvolvimento progressivo desses três aspectos. O método cultiva os valores espirituais e morais, a arte e a ciência e não o acúmulo de informações.
  • Método Montessori: baseia-se na evolução e no desenvolvimento da criança, buscando compreendê-la em suas particularidades e dar liberdade para a expressão de sua natureza.

 

7. O exemplo fala mais alto do que qualquer palavra

As crianças aprendem muito mais com o exemplo, por isso a arte da educação dos filhos envolve toda a vida dos pais. Não adianta mandar o filho comer salada se você só come hambúrgueres: lembre-se que seu filho vai imitá-lo mais do que ouvi-lo.

8. Praticando o cuidado

É importante se preocupar com o tipo de cidadão que você está formando para o mundo. Ensinar as crianças a dividir, a contribuir com o cuidado do lar, a ter respeito, compreensão, a ser honesto e aceitar os outros faz parte da formação de cidadãos responsáveis.

Essas são algumas dicas que podem fazer diferença na saúde de seu filho. Você tem problemas com a educação de seu filho? Já fez alguma mudança que surtiu diferença?

 

X